Edivaldo Santos: Conheça personalidades que defendem a democracia, do estado de direito e são contra a intolerância. Opiniões a favor de Marco Feliciano.

segunda-feira, 8 de abril de 2013

Conheça personalidades que defendem a democracia, do estado de direito e são contra a intolerância. Opiniões a favor de Marco Feliciano.


Após 16 anos presidindo a Comissão de Direitos Humanos e Minorias, (CDHM), o Partido dos Trabalhadores, (PT), não se sabe por que, desistiu e não a quis mais. Se o partido quisesse poderia continuar com a comissão, mas por motivos não revelados, desistiu.

Por esse motivo, a comissão terminou caindo no colo do Partido Socialista Cristão (PSC). O partido se reuniu no sentido de escolher e indicar um nome para assumir a presidência da comissão, e o escolhido e eleito pelo próprio partido foi o nome do pastor Marco Feliciano. Como deputado federal, na câmara, Feliciano sempre fez enfrentamento contra os privilégios ao movimento gay, contra o aborto e contra temas que afrontam e agridem a família baseada nos princípios bíblicos.
Quando o pastor Marcos foi indicado para o cargo, os ativistas gays, com o reforço do PT, o PSOL, pelo qual o deputado gay Jean Willys foi eleito com pouco mais de 13 mil votos, o PCdoB e uma parte da mídia se levantaram contra a decisão e travaram uma guerra contra a permanência do deputado evangélico eleito pelo PSC-SP com mais de 200 mil votos. Fizeram movimentos, manifestações, algazarras, vandalismos e todo tipo de pressão fizeram para tirarem-no do cargo, no grito e na raça, alegando ser homofóbico e racista por manifestar suas opiniões contrárias, com relação a tais temas.

Mas na realidade eles não estão preocupados nada com a questão moral, porque se assim fosse eles também faziam os mesmos protestos e movimentos contra os dois deputados José Genoino (PT-SP) e João Paulo Cunha também do PT, julgados e condenados pelo Supremo Tribunal Federal, pela participação criminosa no esquema do “mensalão”, que assumiram a presidência da comissão mais importante da casa que é a Comissão de Constituição e Justiça (CCJ). Trata-se de uma perseguição ao parlamentar pelo fato de ser evangélico e por discordar das ideologias deles.

O assunto rapidamente se tornou pauta nas redações de todos os principais jornais e telejornais além de blogs, sites, portais e redes sociais do Brasil, tornando-o notório no país inteiro e até no exterior. Manifestações e opiniões dos ativistas gays, artistas, e de personalidades de diversos seguimentos contra a permanência do deputado no colegiado começaram a surgirem. Os ativistas gays promoveram protestos nas ruas, em frente á igrejas, na câmara dos deputados e nas reuniões da comissão. O deputado estadual Marcelo Freixo (PSOL-RJ) Organizou uma manifestação no dia 25 de março na Associação Brasileira de Imprensa (ABI) no Rio, e contou com o apoio e a presença dos deputados federais Jean Willys e Chico Alencar (ambos do PSOL-RJ), e Alessandro Molon (PT-RJ), os artistas: cantor Caetano Veloso, o ator Vagner Moura, as atrizes Leandra Leal e Dira Paes e também a cantora Preta Gil que fez questão de dizer que é “homossexual”. A manifestação também teve a participação de um reverendo presbiteriano, um pastor batista, líderes de religiões afro-brasileiras e militantes homossexuais.

A apresentadora Xuxa Meneguel da Rede Globo se manifestou contra o pastor e até o atacou chamando-o de monstro, a atriz Fernanda Montenegro, protestou com um selinho na boca de outra atriz por nome Camila Amado. A cantora baiana Daniela Mercury,assumiu publicamente ser "homossexual", e apresentou sua “esposa”, a jornalista Malu Verçorsa, que segundo a cantora, agiu assim, para protestar contra a permanência do deputado na CDHM.

Em contra partida existem pessoas e inclusive grandes personalidades evangélicas e não evangélicas, a favor da democracia, do estado de direito e são contra a intolerância dos ativistas gays, que querem a todo custo calar a voz da comunidade e com especialidade os evangélicos.O pastor Silas Malafaia da Igreja Vitória em Cristo (RJ), como todos já sabem, é um defensor da família, da democracia e totalmente contra a intolerância dos ativistas gays, se manifestou através de um vídeo a favor de Feliciano. O apóstolo Renê Terra Nova do Ministério Internacional da Restauração em Manaus, publicou o seu apoio através de uma nota no próprio site do seu ministério. O cantor gospel, ex-Olodum, irmão Lázaro, por meio de um vídeo gravado numa emissora, pede para que os cristãos se posicionem no caso Feliciano. Quem se posicionou também em defesa do parlamentar foi à psicóloga Mariza Lobo, que gravou um vídeo e postou na internet rebatendo as grosseiras a agressivas declarações da apresentadora Xuxa, dizendo:"monstro é quem faz filme pornô com criança de 12 anos" fazendo referencia ao filme “Amor Estranho Amor” lançado em 1982, no qual Xuxa faz papel de uma prostituta.

A cantora Joelma da banda Calypso, convertida há quatro anos a uma religião evangélica, após ter sofrido uma estafa, “Deus salvou a minha vida” disse. Indagada sobre a legião de fãs gays, ela disse que realmente tem muitos fãs gays mais discordou do casamento gay e acrescentou que se tivesse um filho gay lutaria até a morte pela conversão dele, disse em entrevista a revista Época. Tais declarações lhe rendeu críticas, perseguições as quais a obrigou a gravar um vídeo para tentar esclarecer o mal entendido e disse que suas colocações foram distorcidas.A ex-funkeira, cantora gospel Perlla também fezcampanha a favor de Marco Feliano nas redes sociais. O ministro do Supremo Tribunal Federal, Joaquim Barbosa, disse durante sua participação em um evento na Universidade de Brasília (UnB) que a eleição do deputado Marco Feliciano (PSC-SP) como presidente da Comissão de Direitos Humanos e Minoria é legítima e que as manifestações contra ele fazem parte da democracia.O conceituado Jornalista e comentarista político, Alexandre Garcia através da Radio Metrópole, defendeu a liberdade de opinião do deputado e disse: "Se ele é acusado por opinião, supõe-se que aqui no Brasil exista crime de opinião, e não existe. Ele não pode ser acusado de opinião se a opinião é livre e protegida pela Constituição", frisou.

A jornalista, conhecida por seus comentários bombásticos e abalizados,Rachel Sheherazade, no telejornal do SBT, fez o seguinte comentário sobre o parlamentar: “Goste ou não, Marco Feliciano foi eleito democraticamente, e por mais que sejam as suas opiniões pessoais, não se pode confundir pastor com parlamentar” e acrescentou dizendo que, quem não estiver preparado para a democracia, que a renuncie.Outro Jornalista que defende de forma veemente, a democracia e é totalmente contra a intolerância, é o Reinaldo Azevedo, da Revista VEJA, e que diariamente escreve assuntos polêmicos em seu blog, e disse o seguinte em um dos seus artigos: “Demonizar um deputado, tentar arrancá-lo de uma função para a qual foi eleito democraticamente, falar mesmo em cassar o seu mandato, tudo isso porque ele se diz contrário ao casamento gay ou porque acha que o certo é homem fazer sexo com mulher? Aí não dá!”.

Já cantora Gisele Nascimento usou o seu Twitter e em apoio ao pastor disse: “A questão é que Marco Feliciano está apto para representar a minha família” e a cantora Vanilda Bordieri manifestou o seu apoio também pelo seu twitter, com a seguinte frase: “Me uno a você nessa causa”. Neste sábado 06/04 o pastor Marco Feliciano escreveu no seu Twitter um pedido a cantora Ana Paula Valadão, dizendo: “Amiga e irmã @anapaulavaladao se puder, grave um vídeo com seu esposo e família em apoio à liberdade de expressão, a família e a mim. “Grato”. O mesmo pedido foi feito a André Valadão, e Mariana Valadão.

Mais tarde ele deu mais uma twitada agradecendo aos cantores: @VanildaBordieri, @AmandaFerrari1, @Elaine_DeJesus, @IrmaoLazaro, @CASSIANECANTORA e @jairinhomanhaes, e disse: “Também estão na peleja! Convoquem seus seguidores e se puderem façam um vídeo de apoio”. Já para o apóstolo Renê Terra Nova, se dirigiu dizendo: “Querido amigo e irmão @ReneTerraNova estou emocionado pela sua coragem! E muito bom saber que não estou sozinho! Que outros sigam seu exemplo”.

O pastor e deputado baiano sargento Isidoro que é ex-gay, também apóia Marco Feliciano, bem como também o Deputado Eliel Santana, que chegou a declarar que se estivesse no lugar de Feliciano não renunciaria, também está na linha de apoio e milhares de Brasileiros que abraçaram esta causa a favor do deputado federal, pastor Marco Feliciano.

Por Edivaldo Santos
Para o CantaresNet

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minhas Canções: Uma lista de reprodução com 35 vídeos com as minhas canções para você

Postagens mais recentes