Edivaldo Santos: Mensagens e Reflexões

sábado, 3 de dezembro de 2011

Mensagens e Reflexões


O Que Fazer Quando Não se Sabe o Que Fazer?

Em II Crônicas 20:12 diz: “Ah! Deus nosso, porventura, não os julgarás? Porque em nós não há forças perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o eu faremos; porém os nossos olhos estão postos em ti”. Aqui podemos ver uma oração um tanto desesperadora de alguém com medo de uma multidão que estava indo em sua direção com a missão de destruir-lo, bem como todo o seu povo. Estamos falando do homem de Deus, o rei Josafá. Este homem foi rei de Judá e reinou 25 anos e buscou a Deus em todas as coisas. Era um homem que tudo que ia fazer orava e buscava a direção de Deus. Certo dia Josafá recebeu um aviso que estava vindo os exércitos de Moabe, de Amon e dos meunitas declarando guerra contra ele e todo o povo de Judá (II Crônicas 20: 1,2).

A bíblia diz que Josafá teve medo (II Crônicas 20:3). E quem não teria? Quem ficaria tranqüilo, feliz e despreocupado com alguém chegar à sua casa e dizer: Olha está vindo alguém amado até aos dentes, está muito furioso e disse que vai acabar com você, sua casa e toda sua família. Quem ficaria tranqüilo e sem medo diante de uma situação dessas? Claro que ninguém ficaria. E com o rei Josafá não foi diferente. Ele teve medo ao ponto de fazer está oração pedindo a Deus uma providencia diante daqueles exércitos fortes e poderosos que estavam vindo contra ele e todo o Judá (II Crônicas 20:12). Daí surge à pergunta “O que fazer quando não se sabe o que fazer?”

Diante da maior crise da vida de Josafá (II Crônicas 20:1,2) que parecia insuperável, ele tomou cinco decisões as quais respondem a pergunta em debate. Foram cinco passos que ele tomou que foram o suficiente para obter a vitória diante daqueles exércitos que viam com sede de destruição. Estes cinco passos tomados por Josafá poderão nos ajudar vencer as guerras, as lutas, as adversidades e os embates dessa vida que nos sobrevém no nosso dia a dia. Quantas vezes nos deparamos diante de situações tão tremendas nas nossas vidas que chegamos a ficar desesperados ao ponto de colocar-mos as mãos sobre a cabeça e dizer: Ai meu Deus e agora o que eu vou fazer? Se você não sabe o que fazer, faça como o rei Josafá fez.


1º LUGAR: BUSCAR AJUDA DE QUEM SABE (II Crônicas 20: 3,4)

Josafá buscou ajuda de quem sabe tudo e tem todo poder para resolver todo e qualquer problema, Deus. Ele havia ficado muito perturbado com a noticia que havia recebido, então resolveu pedir socorro ao Senhor e se pôs a buscar a Ele em jejum e oração, e convocou todo o Judá para fazer o mesmo porque ele sabia que ai estava a saída para vencer tamanha Crise  que enfrentava. Se você não sabe o que fazer diante da crise que está enfrentando, dobre os joelhos na presença de Deus clame a Ele, peça-lhe socorro que Ele com certeza lhe socorrerá. Na bíblia sagrada encontramos exemplos de homens como o rei Ezequias que já estava decretada a sua morte mais orou e Deus reverteu à situação dando-lhe mais 15 anos de vida (Isaias 38.1-6), Elias que orou pra não chover e não choveu (IRs 18.41-46), e mulheres como Ana que era estéril e não podia gerar filhos, orou e Deus lhe deu um filho (ISm 1.9-19) e muitos outros homens e mulheres que através da oração alcançaram grandes vitórias e venceram crises que aos olhos humanos não tinha mais jeito, não tinha solução. O que fazer quando não se sabe o que fazer? Em primeiro lugar buscar ajuda de quem sabe. Só Deus tem poder para tornar o impossível possível. O salmista Davi disse: “Elevo os meus olhos para os montes: de onde me virá o socorro? O meu socorro vem do Senhor, que fez os céus e a terra (Salmos 121.1,2).


2º LUGAR: CONFESSAR SUA INCAPACIDADE (II Crônicas 20: 12)

Depois ter buscado ajuda de quem sabe, Josafá se humilhou e confessou a sua incapacidade diante de Deus dizendo: “Porque em nós não há força perante esta grande multidão que vem contra nós, e não sabemos nós o que faremos”, mais logo em seguida ele completou dizendo: “Mas os nossos olhos estão postos em ti”. A humildade é uma qualidade muito importante para se obter vitória. A prosperidade do arrogante dura pouco tempo, mas a do humilde dura por muito tempo. Quando não sabemos o que fazer ou como resolver um problema, temos que pedir ajuda de quem sabe e confessar a nossa incapacidade diante dele. Mas infelizmente existem pessoas que não sabem resolver um determinado problema, não sabem conduzir uma situação e resolve pedir ajuda a alguém, mas se dirigem com arrogância e sem humildade querendo ajudar sem ter condições à pessoa para quem ele pediu ajuda. Mas Josafá nos deu um grande exemplo nesse sentido se humilhando e confessando a sua incapacidade diante de Deus. Se humilhe também diante de Deus, confesse a sua incapacidade diante Dele, porque Ele se agrada dos humildes e abate os soberbos (I Pedro 5.5,6; Tiago 4.6). O sábio Salomão disse: “Vindo à soberba, virá também à afronta; mas com os humildes está a sabedoria” (Provérbios 11.2).


3º LUGAR: OBEDECER A QUEM SABE (II Crônicas 20:14-18).

Quando temos um grande problema ou quando estamos enfrentando crises diversas nas nossas vidas, a primeira iniciativa é procurar alguém que tenha como resolver os nossos problemas. Se a pessoa procurada tem como resolver o problema e ela diz e orienta a seguir por tal caminho que por ele chegará a solução dos problemas, temos que obedecer as orientações dela, porque ela sabe que por aquele caminho dará certo. Josafá deu ouvido e obedeceu a orientação do Espírito Santo de Deus (II Crônicas 20:14-18).  Nesse texto você vai ver que o Homem de Deus, deu ouvido ao Espírito Santo, obedeceu, seguiu e foi vitorioso. Você também poderá obter vitórias diante das crises da vida que parecem serem insuperáveis, buscando a Deus, confessando a sua incapacidade diante Dele e obedecendo a Ele. A bíblia diz que “Obedecer é melhor que sacrificar (I Samuel 15:22). Josafá ouviu, obedeceu e foi encorajado pelo Senhor Deus o todo poderoso assim:  “Escutem-me, todos vocês, povo de Judá e de Jerusalém, e também o rei Josafá! assim diz o Senhor: Não tenham medo! Não fiquem assustados por causa deste exército poderoso! Pois a batalha não é de vocês, mas de Deus! “(V 15). Assim como Deus falou e encorajou a Josafá, o mesmo Ele faz hoje com você. Portanto não fique com medo, não fique assustado. Faça o que o homem de Deus fez e com certeza você também chegará aonde ele chegou porque Deus vai entrar na batalha com você e por você.


4º LUGAR: CONFIAR TOTALMENTE NO SENHOR E NA SUA PALAVRA (II Crônicas 20:20).

Confiar significa se entregar com toda a segurança. Josafá já estava confiante e seguro da vitória porque ele estava depositando toda a sua confiança em alguém que poderia com toda certeza resolver o seu problema e lhe dar vitória. Tanto é que depois de ter ouvido o Espírito Santo a bíblia diz que no dia seguinte pela manhã bem cedo ele saiu com o seu exercito para o deserto de tecoa. No caminho Parou e chamou a atenção dele e disse: “Escutem-me, ó povo de Judá e de Jerusalém creiam no Senhor vosso Deus e vocês terão sucesso! Creiam nos profetas de Deus e tudo sairá bem (II Crônicas 20:20). Isto é total confiança em Deus e na sua palavra, e quem confia em Deus jamais será confundido, esquecido, desprezado, derrotado ou vencido. Quando depositamos a nossa confiança totalmente em Deus, isto significa que estamos reconhecendo a sua sabedoria, soberania e o seu poder.


5º LUGAR: RENDER GRAÇAS AO SENHOR (II Crônicas 20:21,22)

Ser grato é reconhecer e agradecer os benefícios, as bênçãos, ou tudo aquilo que alguém lhe faz ou lhe dar. E a gratidão é uma virtude que poucos têm. Existem pessoas que recebem ajuda e benefícios de outras e nem sequer se lembra de agradecer e quando volta a precisar daquela pessoa as portas já estão fechadas por causa da sua ingratidão. O rei Josafá depois de consultar os chefes do povo, ele decidiu que haveria um coro para guiar a marcha, e os membros do coro vestidos com vestes sagradas e cantando o hino: “Sua misericórdia é para sempre” enquanto caminhava cantando, louvando e agradecendo a Deus. E a bíblia diz que no momento em que eles começaram a cantar e agradece, o Senhor fez com que os exércitos de Amon, de Moabe e de Edom começassem a lutar entre eles mesmos, e eles se destruíram uns aos outros. Meu amado, minha amada eu não sei o que você tem passado, eu não sei como está a sua vida. Quem sabe esteja passando por momentos difíceis, tem enfrentado lutas e provações, esteja passando pelo vale ou pelo deserto e sem nenhuma esperança de escape e nem uma saída para a solução ao ponto de colocar as mãos sobre a cabeça e exclamar dizendo: “Ai meu Deus e agora o que é que eu vou fazer!!!!”. Você lembra que o rei Josafá estava vivendo uma situação assim? Mas ele venceu e você também poderá vencer as guerras e as lutas da vida. Mas para que isso aconteça você tem que seguir os mesmo passos que ele seguiu. Buscou ajuda de Deus, confessou a sua incapacidade diante Dele, obedeceu a sua orientação, confiou totalmente Nele e na sua palavra, louvou ao Senhor e Ele lhe deu vitória. A bíblia diz: “Então voltaram para Jerusalém, com Josafá á frente do povo, cheios de alegria porque o Senhor os salvou dos inimigos, de maneira maravilhosa” (II Crônicas 20:27). Louve também ao Senhor na luta, na prova, no deserto ou no vale que Ele vai te livrar e te salvar dos teus inimigos e vai te dar vitória nas tuas provas, lutas, e dificuldades.

Ev. Edivaldo Santos   -   WebArtigos.com

Se Você Desejar Contribuir Com Este Ministério,  
Clique Abaixo em (DOAR COM), e faça a sua contribuição
De acordo o que Deus tocar no seu coração!
Ou Faça o seu Depósito na Conta Poupança: 4019258-1, 
Agência: 3026-0, Bradesco
------------------------------------------------------------------------------------------

 Quem muito sonha!!!

QUEM MUITO SONHA!!!

O sonho segundo o dicionário da língua portuguesa significa: conjunto de idéias, que se apresentam ao espírito durante o sono. Significa também imaginação sem fundamento; utopia; fantasia; visão; pensamento dominante que seguimos com paixão ou interesse. O sonho em resumo nada mais é do uma idéia que alimentamos. No sonho nós podemos ver, imaginar, pensar, andar. Há pessoas pobres que sonham estando ricas e vice versa e quando acordam estão do mesmo jeito que dormiram, foi simplesmente um sonho. Se bem que as pobres gostariam que aquele sonho fosse verdade.
O sonho pode nos levar a qualquer lugar e a qualquer tempo, ele nos traz a tona os nossos desejos mais íntimos com imagens ricas e significados ocultos. Pode também revelar o futuro das pessoas nos seus mais diversos tipos. Na vida nós os seres humanos sonhamos de duas formas: a primeira é aquela que quando estamos dormindo e inconscientemente sonhamos com algumas coisas às vezes boas e às vezes ruins. A segunda é quando estamos acordados e conscientemente nós sonhamos prosperidades, dias melhores, riquezas, um bom emprego, um bom casamento e etc. A diferença entre o sonho quando estamos dormindo e quando estamos acordados, é que quando sonhamos dormindo, não podemos decidir o que queremos sonhar e, sonhamos com o que queremos e gostamos ou não, com coisas boas ou coisas ruins. E quando sonhamos acordados, temos o direito e a escolha de sonhar-mos só com o que queremos, ou seja; com tudo o que é bom para nossas vidas tanto para o presente como para o nosso futuro.
Existem pessoas que são cheias de sonhos (Projetos). Sonham com a prosperidade, com um bom emprego, com uma vida melhor, sair do aluguel, comprar o seu primeiro carro, e outros trocarem o que tem por outro melhor, atual e mais possante, outros já sonham estudar, fazer faculdade, se forma e exercer uma profissão rentável e promissora e assim por diante.
Mas infelizmente muitas dessas pessoas que sonhadoras, elas só ficam no sonho. O meu sonho é esse, o meu sonho é aquele. Sonham, sonham, sonham e nunca acordam pra vida a fim de realizar os seus sonhos. Enquanto isso o tempo vai passando, passando, passando e elas morrem e junto com elas vão os seus sonhos.
Todos nós temos sonhos (Projetos). Uns sonham alto, outros médio e outros pequeno, mais sonham. Mas muitos só sonham e não correm atrás, não batalham e não fazem nada a fim de realizá-los. Temos que despertar pra vida e não só viver de sonhos e sim encarar a realidade como ela é. Temos que entender que “Quem muito sonha e não acorda, jamais poderá realizar os seus sonhos”. O que significa isso? Isso significa: “Esperar Deus fazer aquilo que Ele já lhe deu força, coragem e capacidade para fazê-lo, é mesmo que esperar por algo que nunca irá acontecer”
Portanto se você tem sonhos, projetos e perspectivas de vida, levante-se, acorde-se, corra atrás, batalhe e lute por eles e com certeza você irá conseguir. Mas se ficar parado de braços cruzados esperando acontecer ou esperando cair do céu ou Deus fazer por você, disso pode ter certeza que nunca irá acontecer. Lute, batalhe, corra atrás dos seus sonhos, nunca desista deles e um dia você vai poder cantar o hino da vitória e levantar o troféu de vencedor dizendo “Eu venci”!!!, você pode, você conseguirá em nome de Jesus.


Se Você Desejar Contribuir Com Este Ministério,  
Clique Abaixo em (DOAR COM), e faça a sua contribuição
De acordo o que Deus tocar no seu coração!
Ou Faça o seu Depósito na Conta Poupança: 4019258-1, 
Agência: 3026-0, Bradesco
-------------------------------------------------------------------------------------------------------------

 Vitória Sobre a Solidão

VITÓRIA SOBRE A SOLIDÃO
Dt 32:10,15; 68:6
Qual a cura para a solidão? Muitas têm sido as respostas para esta pergunta, pois nem todos precisam apenas de companhia para curar-se, sendo necessária uma ação divina, através do Espírito Santo, para que o isolamento seja rompido e a pessoa volte a encontrar o verdadeiro sentido da vida. Quantas pessoas não estão por aí vivendo nas grandes metrópoles, rodeadas de muitas outras pessoas, porém vivendo em completa solidão? São milhares dessas pobres criaturas espalhadas pelo mundo inteiro, e cabe a nós, o povo de Deus, exercer um papel fundamental na cura dessas pessoas trazendo-as ao convívio, prestando-lhes solidariedade espiritual e amor fraternal de acordo com a palavra de Deus.
O QUE É A SOLIDÃO?
A solidão é um grande e terrível mal que vem assolando e até consumindo a vida de muitas pessoas nestes últimos dias. Segundo o Dicionário da Língua Portuguesa, solidão é o estado de quem vive só, em isolamento ou em lugar despovoado. Muitos, infelizmente, chegam até blasfemar de Deus por esta infelicidade em sua vida (Sl 78:17). Entretanto, não podemos nos render diante desta triste situação, mas devemos mesmo buscar a cura para este tão grande mal na presença de Deus (Ex 33:14,15).
a)A solidão é um mal que aflige a alma – Davi nunca esteve só, sempre ouve companheiros ao seu lado (I Cr 12:22). Mas, mesmo assim, ele disse "olha para mim e tem piedade de mim, porque estou solitário e aflito" (Sl 25:16). É daí então que entendemos que a solidão é um mal que é provocado não somente quando falta companhia, e sim também um mal que atinge a alma (Sl 44:25). A cura da alma só com a presença de Deus (Sl 62:5). E quanto mais junto dele, melhor ainda (Sl 63:8), porque mais vitoriosos seremos (Sl 146:1).
b)É um mal que afeta a nossa auto-estima – Essa situação contribui muito no sentido de deixar a pessoa vulnerável e sem controle da situação (I Rs 19:4). Isto aconteceu com o profeta Elias que buscou refugiar-se na solidão do deserto. Elias foi afetado de tal maneira que dormiu para esperar a morte (I Rs 19:5). Nestes momentos terríveis e difíceis, temos mesmo é de contar com as misericórdias do Senhor que são as causas de não sermos consumidos (Lm 3:22), e foi através delas que o profeta animou-se, levantou e prosseguiu o seu caminho (I Rs 19:6,7). O justo jamais ficará prostrado, pois o Senhor, com a sua infinita misericórdia, o levantará, porá em pé e fará prosseguir a sua caminhada com a sua cabeça erguida e feliz da vida (sl 37:23,24).
c)É um mal que afeta nossa convivência – A solidão é uma crise que ameaça o bem-estar de uma pessoa a ainda interfere em sua rotina de vida no dia-a-dia (Sl 102:4-6,11). Ela vem de uma maneira tão forte que chega ao ponto de abater o espírito, levando a pessoa para baixo (Pv 18:14). Na maioria da vezes esta situação é ocasionada pela falta de uma estrutura mental e espiritual do ser humano. Portanto, precisamos aprender com a exortação do Apóstolo Paulo quando ele diz: "Sei estar abatido e sei também ter abundância; em toda a maneira e em todas as coisas, estou instruído, tanto a ter fartura como ter fome, tanto ter abundância como a padecer necessidades" (Fp 4:12). Nesses casos nada melhor do que ter a certeza da presença de Deus em nossas vidas (Is 57:15).
PAULO E A SOLIDÃO
As experiências do Apostilo Paulo com a solidão foram tantas que ninguém melhor que ele para nos ensinar sobre ela, a qual experimentou durante o seu ministério (II Tm 4:11). Em muitos da sua vida, o Apóstolo Paulo fazia-se acompanhar apenas de Lucas (At 27:2). Quando estava já chegando o fim da sua vida na terra, ele sentiu-se só e lamentou: "Procura vir ter comigo depressa, porque Demas me desamparou, amando o presente século, e foi para Tessalônica; Crescente para a Galácia, Tito para a Dalmácia. Só Lucas estar comigo" (II Tm 4:9-11).
Paulo aqui estava exteriorizando seu sentimento de desamparo por parte de alguns dos seus amigos de ministério. Ele estava no final de sua carreira missionária (II Tm 4:7) e precisava muito do apoio deles. Quantas vezes nós também nos sentimos assim, mas o Senhor sempre nos consola e nos conforta (II Co 1:3,4).
A solidão em seu julgamento – Aqui Paulo descreve sua solidão no momento do seu julgamento: "Ninguém me assistiu na minha primeira defesa, antes todos me desampararam" (II Tm 4:16). Por causa da perseguição severa contra os cristãos em Roma, ninguém ousava identificar-se com o Apóstolo que com valor defendia o Evangelho. Paulo ficou profundamente decepcionado e sentiu-se abandonado, mas em tais situações, no entanto, sentia a presença muito real do Senhor que estava ao seu lado e o fortalecia (II Tm 4:16,17; At 23:11). Paulo experimentou a solidão que Cristo passou no momento de sua prisão até seu julgamento (Mt 26:56; Mc 14:50), quando, por alguns momentos, até mesmo o Pai o desamparou (Mt 27:46). Mas nestas horas tão solitárias, precisamos mesmo é esperar e confiar em Deus que é Dele e só Dele virá o nosso socorro (Sl 121:2; 118:6-9).
TRIUNFANDO SOBRE A SOLIDÃO
Triunfar é ter grande alegria, grande vitória ou êxito. Já comentamos o que é solidão, já comentamos sobre as experiências de Paulo na sua solidão e agora chegou o momento de comentarmos sobre o melhor dessa mensagem que é como ter vitória sobre a solidão. Tão importante que procurar a cura para o nosso isolamento, é aprender a conviver e tirar lições espirituais proveitosas que vem a nos proporcionar (Ex 3:1,2). Este foi o grande momento da vida de Moisés. Solitário no deserto, teve um encontro com Deus (Ex 3:6), algo que mudou totalmente sua vida (Ex 3:10). Muitas vezes o Senhor nos leva a um lugar de solidão para falar ao nosso coração (Os 2:14).
NA SOLIDÃO PODEMOS CONHECER MELHOR A NÓS MESMOS
Quantas pessoas não dariam tudo para estarem sozinhas? Mas, enquanto isso, outras reclamam da solidão, sem se dar conta que, neste momento, podemos nos conhecer melhor (Lm 3:27,28). Aproveite o momento de solidão na sua vida para cultivar o que existe de melhor em nós mesmos (Jó 5:27; Sl 63:6; Pv 15:28).
NA SOLIDÃO PODEMOS CONHECER MELHOR O SENHOR
É verdade, e isso aconteceu com vários homens de Deus. Moisés, por exemplo, sabia do Deus de Israel, mas foi na solidão que ele conheceu o seu nome (Ex 3:13,14). Foi na solidão do seu quarto que Samuel ouviu a voz de Deus (I Sm 3:7,10). Elias estava numa caverna no deserto sozinho, ali ele aprendeu a distinguir melhor a voz de Deus (I Rs 19:11-13). O Apóstolo Paulo, depois de convertido, foi estar a sós com Deus (Gl 1:15-18), onde recebeu do Senhor para ensinar (I Co 11:23). Portanto, devemos atentar para os momentos de solidão que o Senhor permite nas nossas vidas para estreitar nossa comunhão com Ele (Sl 143:5).
O ESPÍRITO SANTO É O NOSSO COMPANHEIRO
Quando nos deparamos com a solidão, a tendência é procurar a companhia de alguém, mesmo que esse alguém não seja a pessoa recomendada (Sl 1:1; Jó 34:8). Entretanto, muitas não servem, pois "corrompem os bons costumes" (I Co 15:33). Amado, não se deixe ser vencido pela solidão, mas cure-se na companhia do Espírito Santo (II Tm 1:14). Porque Ele é o nosso consolador. A promessa do Senhor Jesus foi enviar um outro Consolador (Jo 14:16). Somente o Espírito Santo pode dar ao homem a certeza de uma companhia perfeita nas horas de solidão (Jo 15:26). Somente Ele será aquele que nos ajude, compreenda, fortaleça e nos ame, pois Ele é capaz de fazer tudo isso por nós.
O ESPÍRITO SANTO FORTALECE O NOSSO INTERIOR
A solidão é um mal que atinge o nosso interior, a alma, ela começa de dentro pra fora (Jó 10:1). Por isso, se faz necessário ter uma força interior que nos fortaleça nesses momentos difíceis e de debilidade. Só a presença do Espírito Santo em nós é quem faz produzir forças necessárias para sairmos da solidão. A solidão vem pelo desejo de ter amigos, de ser agradável, popular, de viver em grupo, de ser querido pelos outros. Mas quando isso não acontece da forma que planejamos, daí nós nos isolamos e passamos a culpar as pessoas ao nosso redor. Este não é o procedimento correto! Mas, o que fazer? Devemos buscar refúgio em Deus, fortalecer nossa alma na sua palavra, que é viva e eficaz, deixando-a penetrar no nosso íntimo para que possa arrancar toda a raiz de amargura de nossos corações e não viver mais só e sim viver com Deus, para que assim possamos obter vitória sobre a solidão. Não viva só, viva com Deus, pois Ele te ama muito e diz para você não ter medo que Ele está contigo, não te assombre que Ele é o teu Deus, e que Ele te esforça, te ajuda e te sustenta com a sua mão direita (Is 41:10).

Autor: Edivaldo Santos


Se Você Desejar Contribuir Com Este Ministério,  
Clique Abaixo em (DOAR COM), e faça a sua contribuição
De acordo o que Deus tocar no seu coração!
Ou Faça o seu Depósito na Conta Poupança: 4019258-1, 
Agência: 3026-0, Bradesco
------------------------------------------------------------------------------------------

Maria, Mulher Agraciada

MARIA, MULHER AGRACIADA.

Maria é um nome hebraico, que significa senhora. Na vida cotidiana esse nome indica serenidade, força vital e vontade de viver. Por vezes são forçadas a pedir auxilio para a resolução dos muitos problemas que tem de enfrentar na vida e para agüentar a dor.
Sobre a Maria da bíblia que é o foco desse primeiro tópico dessa apostila, ela foi uma privilegiada e agraciada por Deus, porque entre as mulheres de seu tempo, foi a escolhida, honrada e agraciada por Deus, para ser a mãe do Salvador Jesus. Todos devem conhecer e estudar esta personagem do novo testamento, sem, contudo endeusá-la, ou adorá-la, pois Maria esta serva de Deus se constitui para nós cristãos, um símbolo da grande manifestação da graça de Deus. Devemos sim respeitá-la e lembrar-se dela, pois foi ela, a escolhida e agraciada como mãe do Salvador do mundo, e também por seu caráter exemplar de pureza, humildade e ternura, um exemplo da glória e nobreza de ser mãe, digno de ser seguido por todas as mulheres.
Maria foi escolhida desde o antigo testamento. Através do profeta Isaias, Deus já havia revelado o seu propósito sobre o nascimento de Jesus “Portanto o mesmo Senhor vos dará um sinal: eis que uma virgem conceberá, e dará a luz um filho, e será seu nome Emanuel” (Isaias 7.14). Após setecentos anos esta profecia se cumpriu, nascendo Jesus (Lucas 2.11). Deus enviou o anjo Gabriel a Nazaré, uma vila da Galiléia, a uma virgem, a qual era prometida em casamento a um homem chamado José, da linhagem de Davi e disse: “Salve agraciada; o Senhor é contigo: bendita és tu entre as mulheres” (Lucas 1.28). Maria, confundida e perturbada tentava imaginar o que o anjo poderia estar dizendo. O anjo vendo que Maria estava um tanto confundida e assustada, lhe tranqüilizou dizendo: “Maria, não temas, porque achaste graça diante de Deus; eis que em teu ventre conceberás, e dará a luz um filho, e por-lhe-as o nome de JESUS” (Lucas 1.31,32). Podemos imaginar as emoções de elevo e medo que Maria sentiu ante a extraordinária informação enlevo pela honra de ser sido escolhida entre milhões de mulheres Judias, para dar luz ao Salvador; medo por causa dos maus entendidos sobre uma gravidez antes do casamento. Mais diante de tudo isso, ela curvou-se ante a vontade do Senhor Deus (Lucas 1.38).
Ela foi escolhida porque achou graça diante de Deus. A declaração do anjo a Maria a fez entender a razão pela qual foi escolhida (Lucas 1.30). Desde o principio Deus se utilizou de homens e mulheres que acharam graça diante Dele (Genesis 6.8). A sua escolha também se deu por causa da sua obediência. Deus viu nela algo que Ele aprecia a obediência (Lucas 1.38). Apesar de ficar espantada, Maria se colocou a disposição do Senhor para que sua vontade fosse realizada (Lucas 1.29). Depois de tudo isso ela não se esqueceu de louvar e ser grata ao Senhor. Podemos ver essa gratidão demonstrada a partir dos versículos 46 aos 56 do capítulo um de Lucas. Da mesma forma que Ana, Maria exaltou ao Senhor. No seu cântico ela evocou as promessas divinas com respeito a Israel (Lucas 1.54.55). No seu cântico a Deus, ela não somente exaltou ao Senhor, mas também revelou seu interior: “A minha alma engrandece ao Senhor, e o meu espírito se alegra em Deus meu Salvador” (Lucas 1.46,47), revelou a grandeza de Deus: “Porque me fez grandes coisas o poderoso; Santo é o seu Nome” (Lucas 1.49). O que lhe fora revelado pelo anjo só poderá ser algo de um Deus grande e poderoso. Maria também não se esqueceu de enfatizar a graça de Deus, quando disse: “Encheu de bens os famintos, e despediu vazios os ricos” (Lucas 1.53).
Durante seu ministério terreno, Jesus teve a companhia de sua mãe Maria, em quase todos os momentos. Ela sabia que Ele “Filho de Deus”, portanto procurou sempre aproveitar sua companhia para desfrutar das maravilhas operadas por Ele. Nas bodas em Caná da Galiléia, ela estava presente (João 2.1). Para ela era um momento impar, poder estar junto de seu filho e contribuir na hora de necessidade: “Fazei tudo quanto Ele vos disser” (João 2.5). Podemos observar que ela, em momento algum quis chamar a atenção para si, mas indicou Jesus, aquele que pode todas as coisas (João 2.11). Continuamente Jesus estava cercado por uma multidão (Marcos 3.32). Mesmo assim, procurava ver seu filho e como mãe zelosa, procurava cuidar Dele (Marcos 3.31). Para Maria, a companhia de Jesus, era algo muito precioso, tanto para ela, como para os irmãos de Jesus (Marcos 6.3). Nem mesmo no momento de angústia e agonia na cruz, Maria afastou-se de seu filho “E junto à cruz de Jesus estava sua mãe Maria” (João 19.25). Como desprezar aquele filho que veio por obra e graça do Espírito Santo? (Lucas 1.35), ainda mais num momento de agonia como este. Enquanto todos o desprezaram, porem a sua mãe Maria estava ali, firme, vendo o cumprimento das profecias acerca de Jesus (Lucas 2.35).
Após sua ressurreição, Jesus mandou que todos seus discípulos ficassem em Jerusalém, até que do alto fossem revestidos de poder (Lucas 24.49). Entre eles estava lá Maria: “Todos estes perseveraram unanimente em oração e súplica, com as mulheres, e Maria mãe de Jesus com seus irmãos” (Atos 1.14). Ela não desprezou o mandamento de Jesus acerca do batismo com Espírito Santo (Atos 1.8). Maria foi uma mulher perseverante, pois esperou o cumprimento da promessa até o pentecostes (Atos 2.1). Ela nunca desanimou, mais decidiu aguardar, pois conhecia seu filho e sabia que suas palavras teriam o fiel cumprimento, e por isso também foi cheia do Espírito Santo (Atos 2.4). Vale lembrar que Maria não só se destacou como mãe de Jesus, mas como uma boa discípula que aprendeu também seus ensinos. Entre todas as mulheres que serviram a Jesus (Lucas 8.1), e com as que estavam no cenáculo (Atos 1.13), estava lá Maria como uma verdadeira discípula de Jesus entre os apóstolos (Atos 1.14). Ela não faltou às reuniões de oração, louvor e meditação nos dias que antecederam ao o pentecostes e estava firme perseverando nas promessas do Senhor. Maria nos deixou um grande exemplo de uma mãe de oração. Ela poderia muito bem se valer da condição de mãe e querer esperar em “casa” o cumprimento da promessa, mas fez diferente fazendo-se presente entre os demais buscando a face do Senhor (Cantares 2.14).
Que possamos aprender com Maria a lição da humildade. Em tempo algum encontramos essa mulher exigindo adoração para si, pois ela reconhecia Jesus como filho amado de Deus (Mateus 3.17), a quem devemos toda honra, toda glória e adoração.



Autor: Ev. Edivaldo Santos

Fonte: http://www.webartigos.com/articles/42190/1/MARIA-MULHER-AGRACIADA/pagina1.html#ixzz1JRgvMw4G



Se Você Desejar Contribuir Com Este Ministério,  
Clique Abaixo em (DOAR COM), e faça a sua contribuição
De acordo o que Deus tocar no seu coração!
Ou Faça o seu Depósito na Conta Poupança: 4019258-1, 
Agência: 3026-0, Bradesco
--------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Abgail, Mulher Prudente 
 
ABGAIL, MULHER PRUDENTE – I Samuel 25.2-39

Abigail, nome hebraico, que significa fonte da alegria. A biografia dessa extraordinária e notável mulher de Deus é comovente e traz um grande exemplo para todos nós nos dias atuais. Após o falecimento de Samuel (I Samuel 25.1), e o rei Saul ter sido rejeitado pelo Senhor Deus (I Samuel 13.14), Davi havia sido escolhido por Deus para substituí-lo (I Samuel 16.1,12,13). Por esse motivo Saul queria o matar (I Samuel 24.20). Daí então Davi o belemita saiu da cidade e passou a habitar nas cavernas do deserto de Parã (I Samuel 22.1; 23.14; 25.1), acompanhado por um grupo de homens (I Samuel 22.1,2; 23.13; 24.3,6). O acampamento onde Davi estava ficava próximo a fazenda de Nabal um homem bem sucedido financeiramente.
Por se encontrar em um deserto, sem ter com que se alimentar, Davi enviou dez dos seus moços a Nabal para pedir-lhe alimentos para eles e seus aliados. Nabal um homem rico, abastado, poderoso, e que possuía fartura de alimentos, ignorou aqueles moços, o pedido de Davi, e os expulsou dizendo: “Quem é esse tal de Davi?” Ao receber a negativa noticia Davi não gostou, pois a presença dele e seus aliados naquela região serviam assim como uma espécie de guarda (I Samuel 25.15,16), por isso preparou um ataque contra a casa de Nabal. Chamou quatrocentos dos seus seiscentos homens e partiram em direção a casa de Nabal para o ataque, e um dos homens de Nabal procurou Abigail a esposa de Nabal, que era uma mulher sábia e prudente, e contou-lhe que Davi enviou homens do deserto para pedir alimentos, mas Nabal insultou os homens e os expulsou. Abigail como uma boa ouvinte, ouviu tudo atentamente, e em seguida tomou uma sábia e prudente atitude para reparar a irrefletida ação do seu marido, a fim de evitar a morte de toda sua casa. Pegou duzentos pães, duas vasilhas grandes contendo vinho, cinco ovelhas preparadas, uma boa quantidade de trigo torrado, cem cachos de uvas passas, duzentos bolos de figo, e colocou tudo isso sobre jumentos, e os levou para Davi e seus aliados.
Abigail tinha perfil e comportamento completamente diferentes de seu esposo. Seu nome “Fonte de alegria”. Era uma mulher bonita e as suas principais virtudes eram: Sensatez, prudência, afetuosidade, sabedoria e humildade, enquanto o seu esposo Nabal significa “Tolo”, “Sem juízo”. Era um homem rígido, avarento, duro de coração, e maligno em obras, porem um homem muito rico e poderoso. Certamente Abigail casara-se com ele, porque seus pais atentaram as propriedades da família dele e sua riqueza.
A vida desta notável e abnegada serva de Deus é caracterizada inteiramente pela prudência. Ao receber o aviso de Davi que iria atacar sua casa, atentamente ouviu o portador da terrível notícia (I Samuel 25.14-17), pois ela era uma boa ouvinte demonstrando assim sua prudência (Tiago 1.19; Provérbios 12.15). Sem esquecer-se do que havia ouvido (Tiago 1.22), urgentemente passou a tomar as providencias necessária, a fim de evitar o ataque, pois era uma mulher destemida (I Samuel 25.18,23, 42; Eclesiastes 8.5,6). Sua generosidade foi muito grande em contraste com a avareza e dureza do seu marido. Preparou alimentação adequada e com abundância para levar a Davi (I Samuel 25.18), a fim de reparar a dureza e a ingratidão do seu esposo; mesmo sem revelar nada a ele, pois ele não a compreenderia. Tudo ela fez para salvar a sua casa e seu esposo, mesmo sabendo que ele era insensato e estúpido (I Samuel 25.25). A bíblia diz que “A mulher sábia edifica sua casa” (Provérbios 14.1).
Ao se deslocar em direção onde estava Davi, Abigail procurou um caminho onde ela não pudesse ser vista pelos seus de sua casa, determinando que seus mancebos fossem na frente (I Samuel 25. 19,20), demonstrando assim prudência e sabedoria. Ao se encontrar com Davi, prostrou-se diante dele (I Samuel 25.23,24), humilhou-se se chamando a si mesma de serva por sete vezes (I Samuel 25.24,25,27,28,31,41). Davi por ser um homem simples (I Samuel 18.23), vendo aquele ato de Abigail ficou muito comovido e desistiu do ataque, deixando que Deus fizesse justiça (I Samuel 25.33,34). No seu pedido a Davi, Abigail foi branda, humilde, respeitosa, perseverante e procurou ajudar o esposo culpado, sem ocultar a verdade dos fatos (Provérbios 28.13), lamentou não ter atendido aos emissários de Davi, por não tê-los vistos (I Samuel 25.25), tomou para si a falha do seu esposo, pedindo lhe perdão (I Samuel 25.28; Eclesiastes 7.12), apresentou a alimentação que havia levado para Davi e ficou confiante na justiça de Davi (I Samuel 25.23-31; Colossenses 4.1). Abigail reconheceu que Davi estava na vontade de Deus e seria o futuro rei (I Samuel 25.26-31). Ela era uma mulher sintonizada com a vontade divina (I Samuel 25.26,28-31), era também conhecedora das escrituras (I Samuel 18.17; 28.28).
Depois de contornada a situação, Abigail voltou para seu lar encontrado seu esposo numa festa totalmente embriagado. Ela achou por bem nada lhe revelar do que havia acontecido, pois ele não estava em condições de entender. Só no dia seguinte quando ele estava sóbrio, revelou-lhe o acontecido, o que lhe deixou com o coração amortecido, paralisado como que petrificado (I Samuel 25.36,37). Ela foi prudente e esperou o momento certo e propício para lhe dar a notícia. Passado uns dez dias, o Senhor feriu Nabal com uma doença e morreu (I Samuel 25.38). Com a morte de seu esposo, Abigail recebeu a vitória no seu lar, ficando livre do jugo desigual que a prendia ao marido (Romanos 7.2; I Coríntios 7.39), recebeu a proposta de casar-se com Davi (I Samuel 25.39-42). E certamente, ele viu nela não somente a beleza física, mas também a espiritual (I Pedro 3.3-6), seu dinamismo, submissão, coragem e humildade. Ela que havia se humilhado, é agora exaltada, recebendo convite do futuro rei para ser sua esposa (I Samuel 25.42; 27.3), e com esse casamento, ela veio a ser a rainha, e obteve pelo menos um filho, o que provavelmente não teria acontecido com Nabal.


Autor: Ev. Edivaldo Santos


Se Você Desejar Contribuir Com Este Ministério,  
Clique Abaixo em (DOAR COM), e faça a sua contribuição
De acordo o que Deus tocar no seu coração!
Ou Faça o seu Depósito na Conta Poupança: 4019258-1, 
Agência: 3026-0, Bradesco
---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


A Roda Gira - A semelhaça da vida com a roda gigante

A RODA GIRA.
Autor: Edivaldo Santos

A vida é uma caixa de surpresas, tem nela alegrias e tristezas
Tem dois lados, tem riqueza, tem pobreza.
Semelhante a uma roda gigante, a qual gira, gira,gira, sobe e desce
Nela estamos e tem gente que ainda disso esquece
Mas é bom ficar atento pra o que eu vou lhe dizer
Nesta vida, quem subiu pode descer
Quem ganhou a vida inteira, também pode até perder
Quem perdeu pode ganhar, quem subiu pode descer

Refrão
A roda gira, gira, gira, gira, gira, meu irmão tenha cuidado pra você não se perder
É assim que é a vida, quem perdeu pode ganhar, quem subiu pode descer.
Hoje pode está triste amanhã pode sorrir, hoje é um felizardo, amanhã um infeliz
Hoje pode estar no trono, amanhã ser derrubado
Hoje o pobre derrotado, pode ser um grande herói campeão vencedor.

Me disseram que eu não era capaz, que os meus sonhos já ficaram para traz
E tentaram até fazer eu desistir
Numa cova me jogaram para ver-me destruído,
Me acusaram me humilharam como isso foi sofrido
E por fim até espalharam que eu já tinha morrido,
Mas sofrir tudo calado, esperando só em Deus
Mais com tudo minha fé e esperança não morreram
Tudo em vão pra os que tentaram ver meu fim,
Se enganaram porque Deus me deu vitória, olha eu aqui.

Letra da música "A Roda Gira" do CD "Página Virada" de Edivaldo Santos

Se Você Desejar Contribuir Com Este Ministério,  
Clique Abaixo em (DOAR COM), e faça a sua contribuição
De acordo o que Deus tocar no seu coração!
Ou Faça o seu Depósito na Conta Poupança: 4019258-1, 
Agência: 3026-0, Bradesco

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Minhas Canções: Uma lista de reprodução com 35 vídeos com as minhas canções para você

Postagens mais recentes